Deficiência de Iodo, saiba como ela pode estar afetando a sua Tireoide

Os hormônios tireoidianos atuam em todas as células do nosso corpo, regulando o metabolismo e o peso corporal, através da queima de gorduras para produção de energia e calor.

O Iodo é essencial para a saúde da Tireoide

deficiência de iodo hipotireoidismo
deficiência de iodo hipotireoidismo

O iodo é essencial para termos uma tireoide saudável, e um metabolismo eficaz. A Tiroxina (T4) é formado de 2 moléculas de tirosina e 4 átomos de iodo.

Triodotironina (T3), por sua vez é formada por 2 moléculas de tirosina e 3 átomos de iodo, uma molécula de iodo é retirada do T4, por uma enzima chamada de deiodinase, que necessita da presença de selênio em nosso corpo.

O T3 é a forma ativa dos hormônios tireoidianos, não existem receptores para T4 em nossas células, apenas para o T3. Também por este motivo, valores normais de T4, não significam necessariamente que o nosso metabolismo esteja funcionando corretamente.

As 3 carências nutricionais mais comuns

Ao redor do planeta existem 3 carências nutricionais, que afetam grande parte da população são elas: magnésio, vitamina d e iodo. Por certo elas não afetam todas as populações da mesma forma, e, também existem regiões que não apresentam estas deficiências.

Por ser um fator crucial na formação dos hormônios tireoidianos, a carência de iodo tem levado a um aumento na ocorrência dos casos de hipotireoidismo, que vem crescendo nas últimas décadas.

Sintomas de hipotireoidismo

Falta de energia, cansaço excessivo sem causa, dificuldade para emagrecer. Pele seca, queda de cabelo, constipação intestinal, alterações no ciclo menstrual, sensibilidade ao frio aumentada, são sinais e sintomas que indicam hipofunção da tireoide.

O iodo foi utilizado há mais de um século, para prevenir e tratar casos de bócio (aumento do volume da tireoide) que ocorriam em regiões carente em iodo.

Mas o iodo possui outras funções importantes no organismo:

  1. Controle do metabolismo e manutenção do peso corporal
  2. Desenvolvimento do cérebro em crianças, podendo levar a casos de cretinismo, quando a sua deficiência é muito acentuada
  3. Fertilidade feminina
  4. O iodo é antibacteriano, antiparasitário, antiviral e anticancerígeno.

O iodo não é importante apenas para tireoide, ele é necessário também para as mamas, próstata, útero, ovários, pele, estomago e esôfago.

Por que os níveis de Iodo estão em queda?

Ao mesmo tempo em que a quantidade de iodo vem diminuindo nas últimas décadas, outros minerais halógenos, da mesma família do iodo na tabela periódica, como o flúor, o cloro e o bromo, têm estado muito mais presentes em nosso cotidiano.

Estes halogênios são absorvidos através dos alimentos, da água, dos medicamentos e do meio ambiente.

Flúor, Cloro e Bromo, ocupam os sítios de ligação do iodo na formação das moléculas de T4 e T3. Quando isso ocorre, teremos T4 e T3 disfuncionais, isso significa que. Podemos ter níveis normais de T4 e T3, e mau funcionamento tireoidiano.

A fluoretação da água é o principal contribuinte para a deficiência de iodo, além de ser bastante prejudicial para a saúde de diversas formas.

Outros fatores que contribuem para a queda dos níveis de iodo são:

  1. Dietas pobres em peixe, mariscos e algas marinhas
  2. Dietas vegetarianas
  3. Redução do uso de sal iodado

Haletos tóxicos, são os principais concorrentes do Iodo

Iodo, Flúor, Cloro e Bromo pertencem à família dos halógenos, na tabela periódica. Estes mineras, quando sofrem processo de oxidação, transformam-se em haletos. Neste caso são chamados de iodetos, fluoreto, cloreto e brometo.

O iodeto e o cloreto em pequenas quantidades são benéficos para nosso organismo. Já o fluoreto e o brometo, são altamente prejudiciais, podendo contribuir para o desenvolvimento de várias doenças.

Brometos e fluoretos são de difícil eliminação pelo organismo, e ficam depositados em vários tecidos orgânicos. Uma boa forma de eliminar estas toxinas, é através da homeopatia.

Brometos

Entre os haletos, o brometo tem um destaque negativo especial, pois, está presente em nosso meio ambiente de diversas formas.

Em refrigerantes isotônicos e refrigerantes, e na panificação, diminuindo o tempo necessário para assar a massa. Também está presente em alguns medicamentos e produtos de higiene pessoal e cosméticos.

O bromo igualmente pode ser encontrado em retardantes de chamas usados em tapetes, colchões, estofados e mobília e em alguns equipamentos médicos.

O Brasil recentemente tornou ilegal o uso do brometo em farinhas, mas isso não significa que estejamos livres dos bromatos. Se você for consumir um pão que esfarele muito, há uma grande chance deste pão conter bromato de sódio. Infelizmente em um pais com as dimensões do Brasil, não se consegue fiscalizar a contento.

Como elevar os níveis de Iodo?

A melhor fonte natural de iodo, são as algas marinhas, onde o iodo é altamente biodisponível.

Como no Brasil não existe o hábito do consumo regular de algas na nossa alimentação, a suplementado. Hoje existem várias formas de iodo disponíveis para suplementação, recomendo sempre que se procure um profissional de saúde, pois as doses necessárias de iodo são muito pequenas, e devem ser ajustadas de forma individual.

Para as mulheres que estão pensando em engravidar, ou já estão gravidas, manter os níveis de iodo no patamar ideal é muito importante. Procurar consumir algas marinhas ou suplementos pré-natal com a quantidade e a forma corretas de iodo, para ajudar a proteger seu bebê.

Dicas para otimizar o funcionamento da Tireoide

  1. Abaixo algumas dicas para otimizar o funcionamento da tiroide:
  1. Identifique e trate as causas subsequentes (por exemplo, deficiência de iodo, desequilíbrio hormonal, toxicidade ambiental, inflamações)
  2. O iodo, assim como a tirosina, o selênio, as vitaminas A e D, o zinco, as vitaminas B e as gorduras ômega 3, devem estar presentes na alimentação ou na suplementação, pois são importantes para o funcionamento da tireoide
  3. Alergias alimentares, intolerância ao glúten e alimentos goitrogênicos, tais como soja, interferem na utilização do iodo
    1. Goitrogênicos, são substâncias que dificultam a absorção de iodo e estão associados ao hipotireoidismo. Eles podem ser alimentos (vegetais crucíferos, como repolho, brócolis, couve de Bruxelas, couve-flor, couve chinesa e couve) ou medicamentos (carbonato de lítio, Rivotril, Clonazepam, Amiodarona) 
  4. Faça bastante exercícios, eliminação de toxinas pelo suor
  5. Faça saunas e banhos de imersão quentes para desintoxicação

Eliminar os haletos tóxicos

Procurar eliminar os haletos tóxicos do organismo, para que iodo em seu organismo seja capaz de armazenar e melhorar o funcionamento da tireoide.

Algumas sugestões para aumentar a eliminação do flúor e do bromo:

  1. Altas doses de iodo
  2. Altas doses de vitamina C
  3. Sal marinho integral
  4. Banhos de sais de Epsom
  5. Sauna seca, pois esta não tem cloro
  6. Medicamentos homeopáticos

 

 

Dr. Fabio Pisani

 

** Consultas nas áreas de Ortomolecular e Acupuntura são apenas particulares**

 

Site: www.fabiopisani.med.br

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa

Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990

Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 

CRM 43711

R Dr. Vieira Bueno, 142, Cambuí

Campinas, SP, CEP 13024-040

Fones: (19) 3254-4012 e 3254-0747

E-mail: drfabiopisani@gmail.com

 

 

Para seguir e curtir, clique abaixo

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa
Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990
Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993
CRM 43711

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe uma resposta

wpDiscuz