Entrar em forma, saiba quais fatores que podem estar te impedindo

Não consegue entrar em forma, mesmo fazendo dieta? E quando consegue enfim emagrecer, não consegue permanecer magro por muito tempo. Você que está lendo este texto, já deve ter se perguntado isso algumas vezes. Este artigo indica alguns fatores que fazem com que muitas dietas falhem.

entrar em forma
entrar em forma

Definindo o que é dieta

Gostaria antes de qualquer outra coisa definir o termo dieta. Dieta vem do grego diaita, que significa modo de viver, mas no contexto da alimentação, seria o modo como nos alimentamos diariamente, e neste sentido todos seguimos alguma dieta. Mas na nossa cultura em algum momento associamos o termo dieta a um determinado regime alimentar, geralmente difícil de seguir, que devemos seguir, durante algum tempo, para atingir algum objetivo, quase sempre o emagrecimento.

Penso que o erro básico deste conceito está no durante algum tempo. Se a proposta alimentar for sensata e equilibrada ela deveria ser adotada para o resto da vida, tornando-se uma mudança de hábitos alimentares.

Engordar e emagrecer não tão matemático assim, infelizmente

Quando falamos em emagrecimento logo pensamos nos grandes vilões, as calorias.

Se você quer emagrecer é só reduzir as calorias que você consome diariamente e gastar algumas a mais com atividade física e pronto, você vai ficar magro! Certo?

Infelizmente não, você que está lendo este texto provavelmente já tentou algumas vezes e já viu que esta equação não é tão simples.

A matemática das calorias

Cada 500 g de gordura têm cerca de 3600 cal. É só fazer as contas se você produzir um déficit semanal de 3600 cal, você emagrece 500 g por semana, 2 kg por e 24 kg por ano, certo? A conta está correta, mas nosso corpo não é máquina e tem lá seus mecanismos para se preservar, que veremos mais adiante. Este método de cortar as calorias funciona bem no início de qualquer dieta, mas só até o corpo perceber o que está acontecendo, e então tomar suas providencias para corrigir.

Seres humanos são acumuladores de gordura

Felizmente, ou não para alguns, a evolução da espécie humana nos tornou seres acumuladores de gordura, mecanismo este que nos possibilitou passar por inúmeras privações e mesmo assim conseguir sobreviver e evoluir. Antigamente pensávamos que as funções do tecido gorduroso eram apenas armazenar energia e funcionar como um isolante térmico. Mas atualmente este conceito está muito ampliado, ao ponto de se considerá-lo um órgão, que além das funções de isolar e armazenar, produz algumas substancias que tem ação pelo corpo todo.

Contar calorias resolve?

Mas voltemos a contar as calorias para entender porque acabamos sem atingir o nosso objetivo. Quando fazemos uma restrição calórica de curto prazo o corpo perde peso, mas este peso não é apenas gordura, perdemos também água tecido muscular. Se prosseguirmos com a dieta de poucas calorias, a perda de peso diminui progressivamente até fazer um platô.

É neste momento que muitos param a dieta e voltam aos hábitos alimentares anteriores engordam novamente tudo que emagreceram e mais um pouco. Neste ponto quero fazer uma observação que julgo extremamente importante, qualquer dieta que leve o paciente a passar fome, está fadada ao insucesso.

Jejum intermitente

Um corpo que passa muito tempo em jejum está sendo programado para guardar o máximo de gordura que puder na próxima refeição. O ideal é nos organizarmos para ter 3 refeições por dia. Períodos não muito longos de jejum, estimulam o uso de gordura como substrato energético. Porém, nem todas as pessoas suportam muitas horas sem comer, por isso um profissional da área dessaúde deve consultado para orientação.

Atualmente não recomendo mais comer a cada 3 ou 4 horas para fins de emagrecimento, mesmo que a pessoa não sinta necessidade.

A regra básica é esta: “Coma apenas quando tiver fome. Certifique-se se não está com sede”, os centros da fome e da sede estão muito próximos no cérebro”

O Platô do emagrecimento

Por que ele ocorre o platô no processo de emagrecimento? De uma forma bem simplificada, nosso corpo percebe que o volume de comida diminuiu, e se adapta a isso, passando para um modo econômico, gastando poucas calorias e de uma forma mais inteligente, sem desperdícios.

Foi este mecanismo que nos permitiu sobreviver como espécie humana a longos períodos de escassez de alimentos, que ocorreram inúmeras vezes em nosso planeta. Isso explica porque muitas pessoas, principalmente mulheres engordam mesmo comendo muito pouco, o metabolismo fica lento. Atualmente sabemos que isso se deve a um hormônio de tireoide chamado T3 reverso.

Dietas muito restritivas quase sempre falham no longo prazo

As dietas altamente restritivas em algum momento farão com que o indivíduo volte a engordar, gerando o efeito sanfona. Como resolver este problema?

Começamos nosso raciocínio pensando em cortar calorias, e já vimos que este método tem suas limitações já no curto e médio prazo, pois o corpo entra no modo econômico e gasta cada vez menos calorias. Outro caminho é fazer com nosso organismo gaste mais energia. Isso nós podemos conseguir aumentando o nosso ritmo metabólico, como veremos mais adiante.

Transformar o corpo em um gastador de energia

Penso que o melhor caminho para conseguirmos um emagrecimento consistente e duradouro, seria um tratamento voltado para aumentar o gasto calórico, com uma redução discreta na ingesta calórica, algo entre 10 e 20% das calorias totais diárias. Uma redução calórica discreta, além de ser fácil de colocar em pratica, é hoje a única estratégia comprovada cientificamente que pode reduzir o nosso ritmo de envelhecimento! Você fica mais magro e de quebra ganha uns anos a menos na aparência e na suade.

 

Dr. Fabio Pisani

 

** Consultas nas áreas de Ortomolecular e Acupuntura são apenas particulares**

 

Site: www.fabiopisani.med.br

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa

Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990

Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 

CRM 43711

R Dr. Vieira Bueno, 142, Cambuí

Campinas, SP, CEP 13024-040

Fones: (19) 3254-4012 e 3254-0747

E-mail: drfabiopisani@gmail.com

 

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990 Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 CRM 43711

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe uma resposta

wpDiscuz