Medicamentos receitados são causa importante de mortes

medicamentos podem matar
medicamentos podem matar

Medicamentos receitados por médicos perfazem uma das maiores causas de morte a cada ano e, pasme, o problema chegou a atingir proporções epidêmicas, conforme conclusões de pesquisadores em artigo publicado na revista medica Journal of Clinical Psychiatry, neste ano de 2011.A taxa, que é maior do que a que se refere a fatalidades por acidentes de transito, é equivalente às conseqüências de uma queda de avião a cada dia, por 6 meses.
Cerca de 27.500 pessoas morreram nos Estados Unidos em 2007 por “overdoses” não intencionais. Isto significou uma perda de vidas 4.6 vezes maior do que o total de mortes de americanos no Iraque e Afeganistão desde o inicio dos respectivos conflitos.

Em 20 estados americanos , “overdoses” não intencionais de medicamentos prescritos representam a principal causa de morte, segundo cientistas do U S. Center for Disease Control and Prevention (CDC). Os principais culpados são os analgésicos mais potentes, incluindo a morfina, os anti-inflamatórios e algumas associações usadas no combate a tosse e infecções. Estes são os maiores responsáveis e superam os casos de morte provocados pelo abuso de heroína e cocaína combinados. Entre 2004 e 2008, o numero de internações hospitalares devido a sobrecarga de medicamentos simplesmente dobrou nos Estados Unidos..

Os médicos são parcialmente responsáveis pelas mortes, dizem os pesquisadores.Mas por que? A principal razão é que prescrevem múltiplos medicamentos ao mesmo tempo, incluindo fortes analgésicos juntamente a tranquilizantes, antidepressivos e remédios especificamente indicados para dormir.

É importante que isso sirva de alerta para que possamos refletir bem antes de nos submetermos a intervenções medicamentosas, principalmente quando procuramos atendimentos em postos de Pronto Socorro onde, não conhecendo bem os pacientes, os médicos socorristas lançam mão de todos e quaisquer recursos para aliviarem as queixas dos pacientes sem tempo suficiente para melhor avaliação de cada caso.

Devemos nos lembrar que todo remédio sintético é estranho ao organismo e, por isso mesmo, pode produzir efeitos colaterais. Estes, quando brandos, podem ser contornados com mais facilidade mas, quando chegam à possibilidade de provocarem a morte, devemos pensar com mais profundidade.
A grande diferença entre remédio e veneno é a sua dose.

Para seguir e curtir, clique abaixo

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa
Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990
Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993
CRM 43711

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe uma resposta

wpDiscuz