Resistência a Insulina, saiba como ela pode causar Obesidade

A resistência a insulina ocorre quando a glicose em nosso sangue não consegue entrar dentro das células para gerar energia. Em pessoas acima do peso ou barrigudas, o pâncreas tem que produzir cada vez mais insulina, pois com o sangue cheio de açúcar, a membrana celular fica como que “caramelizada”, dificultando a ação da insulina.

Carboidratos e a insulina

Hoje sabemos que a principal causa de obesidade é o consumo desenfreado de carboidratos. Em última análise todos os carboidratos devem ser transformados em glicose, pois ela é o combustível preferencial, que será utilizado pelas mitocôndrias (organelas que existem dentro de todas as células) para gerar a juntamente com o oxigênio que respiramos, a energia que nosso corpo precisa para funcionar.

Caramelização da membrana celular

Mas para adentrar o interior das células, a glicose precisa passar pela membrana celular, e isso só pode ser feito com a ajuda da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas.

Acontece que em quem está acima do peso, o pâncreas tem que produzir cada vez mais insulina, pois com o sangue cheio de açúcar, a membrana celular fica como que caramelizada, dificultando a ação da insulina, a isso chamamos de resistência à insulina.

A resistência a insulina é o primeiro passo para a obesidade, diabetes e outras patologias crônicas e degenerativas. A associação entre obesidade e diabetes é tão grande, que os americanos criaram o termo Diabesidade para definir esta nova patologia.

Resistência a insulina e obesidade

resistência a insulina
resistência a insulina

Agora vejamos alguns dos fenômenos que ocorrem quando temos excesso de insulina no sangue:

  • Não conseguimos gerar energia a partir do tecido gorduroso, pelo contrário, a insulina alta estimula a formação de mais ácidos graxos (blocos básicos de gorduras) e triglicerídeos que vão ser armazenados nas células gordurosas.
  • Com a insulina elevada, nossa fome e desejo de comer doces são praticamente constantes, pois como esta glicose não entra na célula, estamos sempre sem energia.
  • O corpo passa a reter mais sal e água e diminui a eliminação de líquidos e aparece o inchaço e a elevação da pressão arterial.
  • Os aminoácidos que seriam utilizados para produção dos neurotransmissores (serotonina, dopamina) diminuem, e surgem a irritabilidade, sono irregular e a depressão.

Como tratar a resistência a insulina

Estes são apenas alguns dos efeitos principais de uma taxa elevada de insulina. Para solucionar este desequilíbrio, o remédio mais eficaz é a adoção de um tratamento que envolva uma mudança de hábitos alimentares, atividade física adequada, Medina Ortomolecular, Fitoterapia, Acupuntura entre outras terapias.

E por fim um conselho que dou a todos os meus pacientes “Não queira ser emagrecida (o) pelo seu médico, comprometa-se com o tratamento, faça sua parte!!”

 

Dr. Fabio Pisani

 

** Consultas nas áreas de Ortomolecular e Acupuntura são apenas particulares**

 

Site: www.fabiopisani.med.br

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa

Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990

Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 

CRM 43711

R Dr. Vieira Bueno, 142, Cambuí

Campinas, SP, CEP 13024-040

Fones: (19) 3254-4012 e 3254-0747

E-mail: drfabiopisani@gmail.com

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990 Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 CRM 43711

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe uma resposta

wpDiscuz