Triglicerídeos, saiba porque níveis elevados são péssimos para o coração

Quando os médicos falam em saúde cardiovascular, as recomendações quase sempre são as mesmas, ou seja, dieta balanceada, atividade física regular e se os níveis de colesterol estiverem elevados, uso de estatinas.

Porém o foco tanto dos exames quanto das medicações, é sempre o colesterol, pois praticamente quase não existem remédios para baixar níveis elevados de triglicerídeos, homocisteína, fibrinogênio, PCR us, e outros importantes marcadores de risco cardiovascular.

triglicerídeos doença cardiovascular
triglicerídeos doença cardiovascular

Nosso corpo precisa de triglicerídeos e de colesterol

Assim como o colesterol, nós precisamos dos triglicerídeos para o bom funcionamento do nosso corpo.

Embora existam triglicerídeos em pequenas quantidades, em alguns alimentos gordurosos, assim como o colesterol, a maior parte deles, é produzida pelo nosso fígado.

É bom que se diga, assim como o colesterol, a fonte dos triglicerídeos são os carboidratos e não as gorduras.

Triglicerídeos são formados a partir dos carboidratos!

Se alguém com triglicerídeos elevados for orientado para uma dieta de baixo teor de gordura, sem restrição de carboidratos, provavelmente verá seus níveis de triglicerídeos se elevarem ainda mais.

Dicas para reduzir os seus triglicérides

Embora não existam medicamentos para redução dos triglicerídeos, algumas mudanças de hábitos e alguns suplementos podem ajudar na redução da trigliceridemia.

  1. Reduzir o consumo de carboidratos: do meu ponto de vista é a principal mudança de hábito, que reduz os triglicerídeos. Nossa dieta atual é composta de uma quantidade excessiva de carboidratos, que em não sendo utilizados para geração de energia, serão armazenados em nosso corpo na forma de glicogênio e triglicerídeos (tecido gorduroso).
  2. Caminhada: ela é a principal recomendação dos médicos nestes casos. Embora seja de alguma ajuda, o ideal mesmo seria a prática de uma atividade física um pouco mais intensa, sempre que as condições do paciente permitam.
  3. Omega 3: a ação do Omega 3 sobre os níveis de triglicerídeos, costuma ser muito significativa, mas depende da qualidade do Omega 3 e da dose utilizada. Doses entre 2 e 4 gramas costumam ser as mais eficazes, porém deve sempre consultar um médico ou nutricionista, pois doses mais altas de Omega 3, para alguns pacientes, podem diminuir a coagulação do sangue.
  4. Probióticos: a correção da disbiose intestinal costuma ter impacto positivo na redução dos níveis de triglicerídeos, pois eles corrigem a Hiper permeabilidade da mucosa intestinal.
  5. Hexanicotinato de Inositol: este vitâmero da vitamina B 3, costuma, quando em usando em doses adequadas, reduzir os níveis de triglicerídeos, sem efeitos adversos.

 

Dr. Fabio Pisani

 

** Consultas nas áreas de Ortomolecular e Acupuntura são apenas particulares**

 

Site: www.fabiopisani.med.br

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa

Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990

Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 

CRM 43711

R Dr. Vieira Bueno, 142, Cambuí

Campinas, SP, CEP 13024-040

Fones: (19) 3254-4012 e 3254-0747

E-mail: drfabiopisani@gmail.com

 

 

Medicina Ortomolecular I Acupuntura Médica I Fitoterapia Chinesa Título pela AMHB de especialização em Homeopatia em 1990 Título pelo CBA de especialização em Acupuntura em 1993 CRM 43711

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Deixe uma resposta

wpDiscuz