Asma, Rinite e Dermatite Podem Ser Mesmo Problema

Asma, rinite e dermatitePesquisa sugere que asma, rinite e dermatite podem ser mesmo problema, fato que a Medicina Tradicional Chinesa já sabe ha alguns milhares de anos, agora começa a ser reconhecido pela Medicina Ocidental.

A seguir matéria publicada pela Folha de São Paulo.

Uma reportagem publicada na 9ª edição da revista Unesp Ciência sugere que três problemas alérgicos aparentemente distintos, como asma, rinite e dermatite, podem ser considerados um só, na realidade.

A única diferença é a parte do organismo em que eles se manifestam: a pele, no caso da dermatite; o pulmão, na asma; e o nariz, na rinite; o que os médicos chamam de tríade atópica ou tríade alérgica.

O professor imunologista pediátrico da Faculdade de Medicina da Unesp em Botucatu, Antonio Zuliani, explicou que a trajetória dessas doenças tem início com o aparecimento dos primeiros sinais de eczema em bebês, seguido pelas dificuldades respiratórias meses depois. A partir dos 4 anos, aparece a asma e, a partir dos 7, a rinite.

Estatísticas revelam que 55% dos pequenos portadores da dermatite -inflamação de origem alérgica que causa vermelhidão, lesões e coceira- ficam livres do sintoma quando crescem, mas entre 50% e 80% desses pacientes estão sujeitos a desenvolver asma e outra boa parte a ter rinite alérgica, de acordo com Zuliani.

Uma grande pesquisa realizada na Austrália, pelas Universidades de Melbourne e Monash em parceria com o Instituto de Pesquisa Menzies, acompanhou a trajetória da saúde de 8.583 pessoas, a partir dos 7 anos de idade, por cerca de quatro décadas.

Segundo o estudo, quem sofria de eczema na infância tinha uma propensão 70% maior de desenvolver asma até a idade adulta, em comparação a quem não foi atingido pela dermatite.

Entre os adolescentes, o número aumentava para 114%. Zuliani observou também que se sofrem os brônquios, sofre também o nariz, e que cerca de 80% dos pacientes com asma já enfrentaram crises de rinite.

De acordo com a reportagem, pesquisadores querem entender melhor porque a dermatite atópica está relacionada à asma, na busca por novos tratamentos.

A maior questão é descobrir se existe uma relação causal entre as duas doenças ou se elas apenas se limitam a diferentes faces do mesmo problema.

Pesquisadores americanos da Universidade Washington, no Missouri, investigaram essa hipótese realizando experimentos em camundongos modificados geneticamente para que desenvolvessem o eczema.

Concluíram que a pele lesionada libera uma substância desencadeadora de poderosa resposta imune, a TSLP (linfopoietina estromal tímica), que ao ingressar na circulação sanguínea e atingir os pulmões dos roedores, provoca os mesmos sintomas da asma.

Outros estudo mostraram que camundongos com pele sadia mas alterados geneticamente para produzir mais TSLP que o normal também sofreram do problema pulmonar.

Rafael Kopan, um dos autores da pesquisa, afirmou que a busca de formas de inibir a liberação de TSLP pode ser a chave para romper a associação entre asma e eczema.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.

Formação e Pós-Graduação Médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp em 1981 Pós-Graduação em Homeopatia, pela Associação Médica Homeopática do Paraná Título de especialização em Homeopatia pela Associação Médica Brasileira de Homeopatia (AMHB) em 1990. RQE: 69860 Pós-Graduação em Acupuntura pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp) Título de especialização em Acupuntura pelo Colégio Brasileiro de Acupuntura (CBA) em 1993. RQE: 69859 Livros Publicados “Mudança de Hábito Alimentar”, publicado em 1995, atualmente na 4ª edição “Emagrecer, porque só fechar a boca não resolve”, primeira edição em 2014. Áreas de Atuação A nossa atuação se dá nas áreas de Homeopatia e Acupuntura. A proposta do meu trabalho, é através de um tratamento personalizado, considerando a individualidade bioquímica, mental e emocional de cada pessoa, não apenas tratar doenças, principalmente preveni-las. A busca pelo equilíbrio bioquímico e energético, é o melhor caminho para atingirmos um nível ótimo de saúde, e com isso ampliarmos ao máximo nosso período de vida saudável, e encurtarmos o nosso período de doença. Este objetivo pode ser atingido através de várias estratégias, que vão da mudança de estilo de vida, de hábitos alimentares, eliminação de toxinas que nos fazem adoecer, e pela suplementação de vitaminas, minerais, nutracêuticos e fitonutrientes. Terapias como Homeopatia, Acupuntura e Reposição de Nutrientes são ótimas ferramentas para tratarmos desequilíbrios de ordem física, mental e emocional, e podem ser utilizadas quando necessárias. Mudanças no estilo de vida, como atividade física regular e adequada, redução do stress e sono reparador são essenciais para atingirmos esses objetivos. Em suma, o nosso objetivo, é tratar o paciente de uma forma personalizada e mais completa possível.

Deixe uma resposta