Irisina, Saiba Porque Este Hormônio Queima Gordura

irisina

Irisina, você ainda vai ouvir falar muito dela. A Irisina é mais um hormônio, entre as dezenas que nosso corpo produz, mas a grande novidade é a sua atuação no emagrecimento, o que vai interessar a muita gente.

A Irisina é Produzida Pelos Músculos

Este hormônio não é produzido por nenhuma glândula em especial, mas sim pelos músculos, mas sua ação ocorre mesmo é no tecido gorduroso.

Para investigar a ação da Irisina, pesquisadores colocaram camundongos para fazer 1 hora de atividade física (ficaram correndo dentro daquela roda para exercitar hamster) por dia durante 21 dias.

Ao final destas 3 semanas os animais já produziam quantidades suficientes de Irisina para estimular a termogênese, mas como isso foi possível?

Os 3 Tipos de Gordura

Mas antes é importante sabermos que nós temos 2 tipos de gordura, a branca que é nosso depósito de calorias e que tem gasto energético muito baixo para se manter.

Temos também a gordura marrom, que é altamente metabólica e gasta muita energia na geração de calor.

Infelizmente este segundo tipo é fartamente presente apenas nos recém-nascidos (para mantê-los aquecidos) e vai desaparecendo à medida que vamos crescendo, no adulto sua presença é pequena.

O terceiro tipo de gordura é a bege, que um tipo intermediário entre a branca e a marrom. Ele tem a cor bege por conta da quantidade de mitocôndrias.

A Irisina Aumenta 20 Vezes O Número de Mitocôndrias 

Voltemos aos camundongos da experiência. Observou-se que a Irisina aumentada após as 3 semanas de exercício, produziu uma alteração bioquímica em algumas células do tecido adiposo branco, que tiveram sua quantidade de mitocôndrias aumentada em 20 vezes!!

Estes adipócitos, que adquiriram uma coloração bege, tiveram uma aceleração do seu metabolismo (geração de calor) em 50 vezes, o que produziu emagrecimento nestes camundongos.

Isso ajuda a explicar o porquê emagrecemos quando começamos a correr de forma regular, isso vale para outras atividades aeróbicas também.

Mas é bom ficar claro que não é qualquer corridinha esporádica que ira produzir este efeito, nos ratinhos vimos que demorou cerca de 3 semanas contínuas para que a Irisina começasse a atuar, em humanos ainda não sabemos.

Por isso quando começar não desamine se os resultados não surgirem logo no início você ainda não esta produzindo muita Irisina.

O Efeito da Irisina Depende do Exercício Físico

O lado ruim disso, é que este efeito estimulante sobre a termogênese, não se mantém quando o exercício termina.

Neste caso deve-se associar uma atividade para ganho de tecido muscular, para que o gasto calórico se mantenha elevado, por conta do gasto energético muscular.

É bom saber que temos 3 modos básicos para emagrecer, fazendo uma redução na ingesta de calorias, aumentando nosso gasto calórico (termogênese) ou juntando os dois, que acho mais interessante.

Os Testes Começaram em 2013

Na sequência do experimento os cientistas sintetizaram em laboratório a molécula de Irisina e a injetaram em camundongos obesos e sedentários alimentados com dieta hipercalórica e gordurosa, e pasmem após 10 dias os bichos emagreceram 2% do peso corporal!

Isso transferido para humanos seria equivalente a 4 kg em 6 meses, isso na maior esbórnia alimentar sem esforço algum.

O melhor é que os testes da Irisina em humanos devem começar em 2013, vamos torcer para que não seja apenas mais uma promessa.

Enquanto não temos a Irisina para tomar, vamos fazer atividade física e mudar a alimentação, que dá mais trabalho, mas ainda é o recurso mais eficaz que temos até agora.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.

Formação e Pós-Graduação Médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp em 1981 Pós-Graduação em Homeopatia, pela Associação Médica Homeopática do Paraná Título de especialização em Homeopatia pela Associação Médica Brasileira de Homeopatia (AMHB) em 1990. RQE: 69860 Pós-Graduação em Acupuntura pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp) Título de especialização em Acupuntura pelo Colégio Brasileiro de Acupuntura (CBA) em 1993. RQE: 69859 Livros Publicados “Mudança de Hábito Alimentar”, publicado em 1995, atualmente na 4ª edição “Emagrecer, porque só fechar a boca não resolve”, primeira edição em 2014. Áreas de Atuação A nossa atuação se dá nas áreas de Homeopatia e Acupuntura. A proposta do meu trabalho, é através de um tratamento personalizado, considerando a individualidade bioquímica, mental e emocional de cada pessoa, não apenas tratar doenças, principalmente preveni-las. A busca pelo equilíbrio bioquímico e energético, é o melhor caminho para atingirmos um nível ótimo de saúde, e com isso ampliarmos ao máximo nosso período de vida saudável, e encurtarmos o nosso período de doença. Este objetivo pode ser atingido através de várias estratégias, que vão da mudança de estilo de vida, de hábitos alimentares, eliminação de toxinas que nos fazem adoecer, e pela suplementação de vitaminas, minerais, nutracêuticos e fitonutrientes. Terapias como Homeopatia, Acupuntura e Ortomolecular são ótimas ferramentas para tratarmos desequilíbrios de ordem física, mental e emocional, e podem ser utilizadas quando necessárias. Mudanças no estilo de vida, como atividade física regular e adequada, redução do stress e sono reparador são essenciais para atingirmos esses objetivos. Em suma, o nosso objetivo, é tratar o paciente de uma forma personalizada e mais completa possível.

Deixe uma resposta