Telômeros e Mitocôndrias, o Segredo do Antienvelhecimento

Telômeros e Mitocôndrias, o Segredo do Antienvelhecimento

Em nossas células temos 2 estruturas, que quando bem cuidadas podem retardar o nosso envelhecimento, os telômeros e as mitocôndrias.

telômeros, antienvelhecimento

  • Telômeros: são estruturas que ficam nas extremidades do DNA como um tipo de “tampa”. A cada divisão celular, os telômeros encurtam um pouquinho, até a célula para de se dividir e entra em apoptose (morre).
  • Quanto mais curtos ficarem, mais rapidamente você desenvolve os sinais do envelhecimento. Então ao proteger e nutri-los, você pode voltar anos atrás.
  • Quanto mais preservados estiverem nossos telômeros, mais chances teremos de retardar nosso envelhecimento e quem sabe, até reverte-lo em algum grau.
  • Mitocôndrias: as nossas células também contêm minúsculas organelas chamadas mitocôndrias, que são as usinas que transformam glicose e gorduras em energia.
  • A mitocôndria inicialmente não pertencia ao nosso corpo, durante a nossa evolução ela foi literalmente incorporada e por isso, pasmem, ela tem seu próprio DNA!
  • E por isso também, elas têm tanta importância sobre o nosso processo de envelhecimento.

Importância das Mitocôndrias

Cada uma das nossas células tem em média 200 mitocôndrias, e células de órgãos metabolicamente mais ativos, como o coração e o cérebro, podem ter mais de 10.000.

À medida que envelhecemos, essas estruturas tornam-se danificadas e começam a morrer, causando perda da capacidade para fabricar energia, esse processo recebe um nome genérico de mitocondriopatia.

A sensação de cansaço e fadiga que vem com o envelhecimento, se deve a essa

telômeros, antienvelhecimento, mitocôndrias

Esse mau funcionamento mitocondrial esta raiz de muitas doenças crônico-degenerativas como:

  • Diabetes
  • Fibromialgia
  • Fadiga crônica
  • Cirrose
  • Doença de Alzheimer
  • Parkinson
  • Doenças cardiovasculares

Atualmente a perda da função mitocondrial acontece mais precocemente do que há 50 anos atras, pois hoje nossa alimentação está muito pior e estamos vivendo em um ambiente altamente tóxico.

Campos eletromagnéticos, poluição de diversos tipos, excesso de medicação, produtos químicos e pesticidas são fatores que fazem o nosso corpo envelhecer muito mais rapidamente.

Estratégia Antienvelhecimento, Para os Telômeros

Para manter o comprimento dos seus telômeros devemos:

  • Reduzir a Homocisteína: esse aminoácido, além de aumentar risco cardiovascular e Doença de Alzheimer, triplica a velocidade de encurtamento dos seus telômeros. Os valores ideais são em torno de 7; sendo que além de 10 já é preocupante. Suplementação de vitamina B12, ácido fólico e vitamina B6 ajudam a reduzir a Homocisteína.
  • Vitamina C: as pesquisas mostram que esse antioxidante pode reduzir o encurtamento dos telômeros em mais de 50%. O ideal é usar vitamina C em baixas doses, várias vezes ao dia, pois sua eliminação pelo corpo é muito rápida.
  • Consumir legumes e vegetais coloridos produz aumento significativo dos telômeros. Os vegetais com betacaroteno provocam os maiores aumentos do comprimento dos telômeros
  • Resveratrol: promove aumento de produção de telomerase, enzima que recupera os telômeros. Essa substância está presente no vinho tinto, em especial das uvas Pinot Noir Merlot e Shiraz.

Estratégia Antienvelhecimento Para as Mitocôndrias

Para suporte mitocondrial podemos utilizar:

  • CoQ10: A coenzima Q10 estimula a produção de energia. É um antioxidante que age neutralizando de radicais livres antes que causem danos.
    É aconselhável utilizar a forma sublingual, pois a biodisponibilidade é muito maior do que pela via oral.
  • L-Carnitina: Esse aminoácido tem papel crucial na geração de energia pelas células, transportando ácidos graxos para dentro da mitocôndria, utilizando assim a gordura como substrato e ajudando no emagrecimento. A L-Carnitina auxilia na eliminação de detritos tóxicos para fora da célula antes eles possam causar danos. A melhor fonte de L-Carnitina é a carne vermelha. Pode ser suplementada via oral, sempre com o estômago vazio. Para geração de energia no cérebro, a Acetil L Carnitina é mais adequada, por sua maior facilidade de passar pela barreira hematoencefálica.
  • L-Cisteína: este aminoácido é também um poderoso antioxidante. Na forma de N-acetil L-Cisteína (NAC) auxilia na fabricação de Glutationa. Esse é o antioxidante mais poderoso do corpo, consistindo na primeira linha de defesa da mitocôndria, ajudando a neutralizar os radicais livres.
  • Rhodiola rósea: este fitoterápico promove aumento da síntese de energia na mitocôndria.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.

Mitocôndrias, Porque elas são Essenciais para o Metabolismo Celular

Mitocôndrias, Porque Elas São Essenciais Para o Metabolismo Celular

As mitocôndrias são minúsculas organelas intracelulares, que são essenciais para o metabolismo celular, pois são responsáveis pela geração da energia do nosso corpo, a partir dos carboidratos e das gorduras.

As mitocôndrias possuem um DNA próprio, diferente do DNA nuclear, isso fez com que os pesquisadores acreditassem que está organela, foi no início da evolução da espécie humana, um microrganismo que entrou em nossas células, e tenha se tornado tão importante, que nós o “incorporamos” ao longo da nossa evolução.

A maior parte das nossas células tem cerca de 2000 mitocôndrias, porém outras como as do coração e cérebro podem ter em torno de 10. 000 mitocôndrias.

Porém como as células da pele tem poucas ou nenhuma, como as hemácias maduras.

Nossa Saúde Depende Muito das Mitocôndrias

metabolismo mitocondrial, mitocodriopatias, otimizar mitocôndrias, dieta cetogênica

Podemos deduzir que em última instância, nossa saúde depende do nível de funcionamento destas organelas.

Devemos otimizar a função mitocondrial, e prevenir a sua disfunção. Devemos obter todos os nutrientes necessários para a nutrição adequada das mitocôndrias, para que elas não se danifiquem e continuem produzindo energia de uma forma otimizada, e assim possamos manter nossa saúde.

Por exemplo, uma das características das células cancerígenas, é que elas têm graves disfunções mitocondriais, e um número significativamente menor de mitocôndrias funcionais.

Dr. Otto Warburg foi um médico, que recebeu o Prêmio Nobel em 1931, por sua descoberta de que as células cancerígenas utilizam glicose como fonte de produção de energia.

Porém isso, infelizmente é ignorado por praticamente todos os especialistas em câncer.

Uma alimentação cetogênica, melhoraria radicalmente a saúde mitocondrial, e poderia ajudar na maioria dos tipos de câncer.

Como as Mitocôndrias Produzem Energia

As mitocôndrias possuem em seu interior, cristas, por onde são transportados os elétrons, que resultam do metabolismo final das gorduras e carboidratos. Claro que a explicação bioquímica é muito mais complexa do que isso.

É importante saber, que esse processo também produz radicais livres, como as espécies reativas de oxigênio (ROS), que podem lesar as células e seu DNA.

A velocidade com que nosso corpo envelhece, depende do modo como as mitocôndrias trabalham, e do quanto os danos causados pelos radicais livres podem ser neutralizados com uma alimentação adequada ou com uma suplementação antioxidantes, como as vitaminas, sais minerais e nutracêuticos.

Radicais Livres, Desde Que em Níveis Adequados são Benéficos

É importante frisar, que os radicais livres são benéficos na maior parte do tempo, ajudando a combater e evitar invasão de micro-organismos patogênicos e impedindo o desenvolvimento de células cancerosas, por exemplo. Quando a produção de radicais livres é muito grande (stress oxidativo), este excesso então passa a ser patogênico.

Função das Mitocôndrias no Câncer

A produção de radicais livres pelas mitocôndrias, na geração de energia, tem uma ação importante sobre as células cancerosas que surgem todos os dias em nosso corpo.

Estes radicais livres fazem com que as células cancerosas se “suicidem”, num processo chamado de apoptose.

Na verdade, este é um dos mecanismos através do qual as drogas quimioterápicas funcionam. Elas criam espécies reativas de oxigênio, que causam danos as células cancerosas, e isso faz com que elas morram.

Mas infelizmente, as células saudáveis também são lesadas, e isso explica uma boa parte dos efeitos indesejáveis da quimioterapia.

Como Surge o Câncer

Hoje alguns pesquisadores entendem que os canceres se iniciam, não por uma alteração do DNA (teoria da mutação somática), mas sim por alterações metabólicas que irão resultar em uma mitocondriopatia.

Como a célula cancerosa utiliza a glicose de forma anaeróbica, pois as mitocôndrias estão disfuncionais, a falta de radicais livres, oriundos destas mitocôndrias, faz com que estas células cancerosas não entrem em apoptose.

O primeiro passo para resolver esta situação, seria o uso de uma dieta cetogênica (sem carboidratos), seria a ideal para cortar a fonte de energia da célula cancerosa, e com isso brecar seu desenvolvimento.

O segundo passo seria recuperar a função das mitocôndrias, e estimular a formação de novas mitocôndrias (biogênese mitocondrial).

Os Benefícios de Evitar o Consumo de Alimentos Tarde da Noite

A alimentação excessiva como um hábito alimentar, além da obesidade, ao longo dos anos produzirá um sobrecarga das mitocôndrias, que produzirão mais energia e mais radicais livres.

Esse excesso de radicais livres de forma constante irá acelerar nosso envelhecimento, e poderá precipitar várias doenças, elas o câncer.

Para reverter este processo, podemos lançar mão de antioxidantes e fazer uma dieta com uma quantidade menor de calorias.

A restrição calórica tem mostrado diversos benefícios terapêuticos, além de emagrecer, retarda o processo de envelhecimento. Esse é um dos motivos pelos quais o jejum intermitente funciona.

Comer Muito à Noite Pode Acelerar o Envelhecimento

Por falar em retardar o envelhecimento, a restrição calórica, é o único método até hoje cientificamente comprovado, que reduz esse processo.

O motivo para fazermos refeições mais leves e menos calóricas à noite, é nosso corpo usa uma quantidade menor de calorias quando dormimos.

O excesso de “combustível” logo antes de dormir, produz radicais livres em excesso que irão causar danos aos tecidos, acelera o envelhecimento e contribuir para várias doenças crônicas.

Como o Jejum Pode Melhorar a Função Mitocondrial 

Quando ficamos longos períodos de jejum, nosso corpo precisa lançar mão das gorduras para gerar energia, e isso tem que ser feito via mitocôndrias, pois diferentemente da glicose, que pode ser usada de forma anaeróbica para gerar energia, a gordura não tem essa via.

A via mitocondrial também é ativada, quando fazemos uma dieta cetogênica. Isso explica o mecanismo através do qual, o jejum intermitente ou a dieta cetogênica podem matar as células cancerosas, pela produção de uma explosão radicais livres, que faz com que as células cancerígenas morram.

Como Nutrir nossas Mitocôndrias

Os nutrientes mais importantes para um funcionamento otimizados das nossas mitocôndrias são:

  • Ácido alfa lipóico
  • CoQ10, que deve ser usada de forma sublingual, ou na forma de Ubiquinol
  • D-ribose, que é um açúcar, e é a matéria-prima da molécula de ATP
  • L-Carnitina, que é essencial para transportar os ácidos graxos (gorduras), para o interior das mitocôndrias
  • Magnésio
  • Omega 3
  • Todas as vitaminas B, principalmente riboflavina, tiamina e niacina

Exercício Físico Ajuda a Manter Jovens as Mitocôndrias

Se queremos ficar mais saudáveis e envelhecer mais lentamente, o preço a pagar será: comer menos calorias e fazer exercícios físicos! Sei que está proposta não é para todos, mas os que embarcarem nela, não se arrependerão!

O exercício físico melhora a saúde das mitocôndrias, pois faz com que elas trabalhem mais. E quando feito na intensidade adequada, pode causar o aumento do número delas, no que chamamos de biogênese mitocondrial.

Quando você se exercita, seu corpo responde criando mais mitocôndrias para aguentar a demanda maior de energia.

Envelhecer é inevitável, ficar acabado e doente é opcional! Nossa idade biológica pode ser bem diferente da idade cronológica, e as mitocôndrias têm muito a ver com o envelhecimento biológico.

Marcadores Biológicos de Envelhecimento

Independentemente da nossa idade real, nossa aparência corresponde aos seus biomarcadores biológicos, que são regidos em grande parte pela saúde de suas mitocôndrias.

Portanto a questão é que embora seja inevitável envelhecer, nós temos podemos ter grande controle sobre o modo como envelhecemos.

Existem vários marcadores biológicos de envelhecimento, os mais comuns são: comprimento de telômeros, danos ao DNA, colesterol LDL, glicemia, homocisteína e insulina.

Alguns destes são facilmente dosáveis pelos laboratórios de análises clinicas, outros apenas em laboratórios voltados para pesquisas.

Uma ótima definição de juventude é da Dra. Rhonda Patrick: “A juventude não se trata tanto da idade cronológica, mas sim da idade que você sente que tem, e de quanto seu corpo funciona bem”.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.

Metabolismo, Saiba como Acelerar o seu Emagrecimento

Metabolismo, Saiba como Acelerar o seu Emagrecimento

metabolismo, TMB, metabolismo e emagrecimento, metabolismo basalQuando falamos em metabolismo, logo o associamos ao emagrecimento. E o metabolismo por sua vez, está ligado às mitocôndrias, que são organelas que existem no interior das células e que são as responsáveis pela geração de energia em nosso corpo.

Taxa de Metabolismo Basal (TMB)

A nossa taxa de metabolismo basal (TMB), é o quanto gastamos de energia em 24 horas, é bom lembrar que mesmo em repouso estamos gastando energia, não da para desligar nosso stand by!

Por este motivo quase sempre nosso peso será menor pela manhã ao nos levantarmos, pois durante o sono, também queimamos algumas calorias.

Emagrecer Durante o Sono

Se você quer emagrecer mais durante o sono, evite carboidratos depois das 19 horas, pois fazendo isso, seu organismo vai usar o tecido gorduroso como fonte de energia, não custa nada e não necessário usar medicamento algum, é seu corpo no modo automático.

Metabolismo e Mitocôndrias

As células que tem maior concentração de mitocôndrias são as do coração, fígado e músculos.

Supondo que você queira emagrecer, não adianta apenas reduzir sua ingestão calórica, pois se comer muito pouco, seu corpo vai reduzir seu metabolismo e a perda de peso logo se estabilizará.

Restrição Calórica

Quando se tenta emagrecer apenas com diminuição de ingesta calórica, como o corpo acaba ficando com pouca energia, o tecido muscular começa a ser destruído para gerar energia, e depois será substituído por tecido gorduroso, este é o famoso efeito sanfona.

A restrição energética é essencial para o emagrecimento, mas deve ser utilizada dentro de uma estratégia mais completa.

Aumentar a TMB

Mais interessante é aumentar a TMB. Como coração e fígado são órgãos relativamente pequenos e não podemos aumentá-los, resta-nos aumentar a nossa massa muscular, com exercícios.

Exercícios Aumentam a nossa TMB

Os exercícios nos ajudam a queimar calorias durante sua prática e também por algumas horas após.

Mas o mais importante, é que ao aumentarmos a massa muscular, aumentamos também a quantidade de mitocôndrias, que vão continuar queimando calorias e gerando energia, e com isso aumentando nossa TMB.

Homens Emagrecem mais Fácil do que as Mulheres

É sabido que homens emagrecem mais fácil do que as mulheres, agora você já sabe porque, é que de forma geral nós homens temos mais tecido muscular, portanto nossa TMB é mais elevada.

Os estudos mais recentes mostram que uma redução calórica moderada, algo entre 10 a 20% do gasto calórico total, mais atividade física moderada, são o caminho simples para um emagrecimento consistente e saudável.

Atualmente existem medicamentos naturais que também podem ter alguma ação no aumento da TMB, sem efeitos colaterais como agitação e taquicardia.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.

Irisina, Saiba Porque Este Hormônio Queima Gordura

Irisina, Saiba Porque Este Hormônio Queima Gordura

irisina

Irisina, você ainda vai ouvir falar muito dela. A Irisina é mais um hormônio, entre as dezenas que nosso corpo produz, mas a grande novidade é a sua atuação no emagrecimento, o que vai interessar a muita gente.

A Irisina é Produzida Pelos Músculos

Este hormônio não é produzido por nenhuma glândula em especial, mas sim pelos músculos, mas sua ação ocorre mesmo é no tecido gorduroso.

Para investigar a ação da Irisina, pesquisadores colocaram camundongos para fazer 1 hora de atividade física (ficaram correndo dentro daquela roda para exercitar hamster) por dia durante 21 dias.

Ao final destas 3 semanas os animais já produziam quantidades suficientes de Irisina para estimular a termogênese, mas como isso foi possível?

Os 3 Tipos de Gordura

Mas antes é importante sabermos que nós temos 2 tipos de gordura, a branca que é nosso depósito de calorias e que tem gasto energético muito baixo para se manter.

Temos também a gordura marrom, que é altamente metabólica e gasta muita energia na geração de calor.

Infelizmente este segundo tipo é fartamente presente apenas nos recém-nascidos (para mantê-los aquecidos) e vai desaparecendo à medida que vamos crescendo, no adulto sua presença é pequena.

O terceiro tipo de gordura é a bege, que um tipo intermediário entre a branca e a marrom. Ele tem a cor bege por conta da quantidade de mitocôndrias.

A Irisina Aumenta 20 Vezes O Número de Mitocôndrias 

Voltemos aos camundongos da experiência. Observou-se que a Irisina aumentada após as 3 semanas de exercício, produziu uma alteração bioquímica em algumas células do tecido adiposo branco, que tiveram sua quantidade de mitocôndrias aumentada em 20 vezes!!

Estes adipócitos, que adquiriram uma coloração bege, tiveram uma aceleração do seu metabolismo (geração de calor) em 50 vezes, o que produziu emagrecimento nestes camundongos.

Isso ajuda a explicar o porquê emagrecemos quando começamos a correr de forma regular, isso vale para outras atividades aeróbicas também.

Mas é bom ficar claro que não é qualquer corridinha esporádica que ira produzir este efeito, nos ratinhos vimos que demorou cerca de 3 semanas contínuas para que a Irisina começasse a atuar, em humanos ainda não sabemos.

Por isso quando começar não desamine se os resultados não surgirem logo no início você ainda não esta produzindo muita Irisina.

O Efeito da Irisina Depende do Exercício Físico

O lado ruim disso, é que este efeito estimulante sobre a termogênese, não se mantém quando o exercício termina.

Neste caso deve-se associar uma atividade para ganho de tecido muscular, para que o gasto calórico se mantenha elevado, por conta do gasto energético muscular.

É bom saber que temos 3 modos básicos para emagrecer, fazendo uma redução na ingesta de calorias, aumentando nosso gasto calórico (termogênese) ou juntando os dois, que acho mais interessante.

Os Testes Começaram em 2013

Na sequência do experimento os cientistas sintetizaram em laboratório a molécula de Irisina e a injetaram em camundongos obesos e sedentários alimentados com dieta hipercalórica e gordurosa, e pasmem após 10 dias os bichos emagreceram 2% do peso corporal!

Isso transferido para humanos seria equivalente a 4 kg em 6 meses, isso na maior esbórnia alimentar sem esforço algum.

O melhor é que os testes da Irisina em humanos devem começar em 2013, vamos torcer para que não seja apenas mais uma promessa.

Enquanto não temos a Irisina para tomar, vamos fazer atividade física e mudar a alimentação, que dá mais trabalho, mas ainda é o recurso mais eficaz que temos até agora.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.