Selênio, Saiba Como Ele Pode Ser Reposto Pela Castanha-do-Pará

Selênio, Saiba Como Ele Pode Ser Reposto Pela Castanha-do-Pará

selênio, castanha-do-paráCastanha-do-pará é rica em selênio, segundo o “Manual de Nutrientes – Prevenção das Doenças através dos Alimentos” (ed. Vozes), da nutricionista Eronita de Aquino Costa.

Os ácidos graxos encontrados na castanha corrigem males da pele e do cabelo e auxiliam no metabolismo lipídico, enquanto a vitamina E e o magnésio ajudam a elevar a taxa do colesterol HDL, protegendo as artérias e a circulação sanguínea.

Nakasato explica, porém, que o ideal é usar a gordura benéfica das sementes oleaginosas em substituição a outras gorduras. “As pessoas tendem a supor que o alimento é milagroso e o acrescentam à dieta, contribuindo para a obesidade“, diz.

Em seu doutorado na USP, a nutricionista Vanessa Coutinho acompanhou esportistas que consumiram uma unidade diária de castanha-do-pará durante três meses e comprovou que a quantidade é suficiente para elevar as taxas de selênio a patamares adequados.

“Ele é um antioxidante muito importante, pois, com a vitamina E, protege as células dos danos provocados pelos radicais livres”, afirma Silvia Cozzolino, professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP.

Vale lembrar que o selênio, quando ingerido regularmente em grande quantidade, pode ser tóxico. Uma castanha possui 150 mcg do mineral, e a quantidade máxima recomendada é 400 mcg ao dia.

A castanha-do-pará é a semente do ouriço, fruto da enorme Bertholettia excelsa, árvore originária do norte do Brasil e presente em toda a Amazônia.

As castanhas são colhidas quando o ouriço, semelhante a um coco  cai. Dentro dele, 12 ou 24 castanhas ficam dispostas como gomos de mexerica, cobertas individualmente por uma casca resistente.

Segundo o “Pequeno Dicionário da Gula“, de Márcia Algranti, a semente -conhecida por “Brazil nuts” no exterior- recebe outros nomes em sua região de origem: tocari, juviá e tururi.

Ainda de acordo com a pesquisadora, da castanha ralada e misturada com água se obtém o “leite de castanha”, ingrediente com o qual são preparadas diversas receitas típicas da região Norte do Brasil.

**Apenas a especialidade de Homeopatia é atendida através da Unimed, nas demais áreas, os atendimentos são apenas particulares.